3 sinais de um plano estratégico ruim

A presidente da consultoria americana Social Velocity, Nell Edgington, tem mais de 20 anos na área social e há muito se dedica a ampliar o impacto social de organizações sem fins lucrativos, a partir de sua empresa. Nesse trabalho, tem liderado uma série de processos de planejamento estratégico e acredita que, quando ele é mal feito, se torna uma piada de mau gosto. Mas, quando o plano é bem elaborado, pode transformar uma organização.

Em artigo para a Social Velocity, ela aponta três pontos-chave para um planejamento estratégico ruim.

1. Sua estratégia não é grande o suficiente

Para criar um plano estratégico eficaz, é necessário pensar grande. Você precisa analisar e articular quem são os seus públicos e definir o que quer mudar. Aí então, fazer um diagnóstico para entender as necessidades, o cenário competitivo, o financiamento e os fatores de mudança no setor em que opera. Líderes de organizações sociais muitas vezes erram ao pensar que a criação de um plano estratégico eficaz se dá entre quatro paredes.

Também é um erro pensar que, em um mundo com mudanças tão rápidas, você pode simplesmente desenvolver uma estratégia que olha apenas para o passado e o presente. Para permanecer relevante e sustentável você tem que entender como você interage com as forças que estão além das paredes de sua organização, fora de seu controle. E eis um pequeno segredo: quanto mais você pensar sobre o mundo lá fora, mais animados o seu conselho e os seus financiadores ficarão pelo plano. Organizações sem fins lucrativos não existem no vácuo, muito menos o seu plano sem pensar no futuro.

2. Sua estratégia não é pequena o suficiente

Outro perigo é pensar grande e negligenciar os detalhes – a execução e monitoramento do plano, por exemplo. É ótimo ter uma visão corajosa e metas ambiciosas pra o futuro que flui da sua “teoria de mudança”. Mas não é o suficiente. Como você irá implementá-la? Como você dividirá tarefas e responsabilidades? Qual será o cronograma? Qual é o seu processo para determinar, regularmente, se o plano está dando certo? Um bom plano, aquele que irá realmente transformar sua organização, precisa detalhes operacionais e um processo de monitoramento constante.

3. Sua estratégia ignora os recursos necessários para implementá-la

Não existe um plano estratégico eficaz que deixe de responder como você será financiado. É por isso que um bom plano estratégico dedica parte para tratar dos recursos para sua implementação. Quanto vai custar para cumprir todas as metas de seu plano? Como sua receita irá atender (ou exceder) essas despesas? Um bom plano estratégico força lideranças de organizações sociais a se tornar financeiramente perspicazes e começar a usar o dinheiro como uma ferramenta de gestão.

Cadastre-se em nossa news!

Quer saber sobre as tendências em modelos de financiamento para impacto social?

* campos obrigatórios