ABCR 2021 – Competências essenciais para o captador

Na última semana, aconteceu a 13ª Edição do Festival ABCR, maior evento sobre captação de recursos para causas da América Latina. O evento, realizado online, foi sucesso de público e principalmente de conteúdo, com mais de 60 horas de palestras direcionadas a profissionais do terceiro setor.

Para a palestra deste ano, optamos por um tema que historicamente é pouco abordado no Festival: “Como profissional de captação de recursos, tenho as competências essenciais à minha disposição? ”

Depois de atuar 25 anos no setor e de participar de diversas palestras e treinamentos, observamos que ensinar apenas as técnicas e estratégias de captação de recursos não é o suficiente. É preciso também preparar os profissionais para implementá-las.

Partindo da máxima: “aqueles que não conseguem mobilizar os recursos que já têm, terão mais dificuldades de mobilizar os recursos que não têm”, acreditamos que mobilizar os potenciais recursos que estão dentro de nós, talvez seja o primeiro passo para se tornar um bom captador de recursos.

Mas o que realmente é necessário para que o captador de recursos se torne um profissional de alto nível?

A partir da análise de centenas de vagas para contratação de profissionais e em nossa experiência em contratar e desenvolver captadores de recursos, construímos um modelo orientador fundamentados por eixos de competências essenciais para este profissional.

O modelo proposto é representado por uma bússola com 4 eixos:

MOVIMENTO PARA BAIXO

Típico em pessoas que buscam estabilidade, regularidade e segurança.

  • Elemento da Natureza: TERRA
  • Instinto: Conservar, Manter, Proteger, Trazer segurança.
  • Frases típicas: “As coisas são assim e ponto”, “Eu sigo regras”.
  • Condutas: Ter, manter, concretizar, permanecer, controlar, repetir o passado.
  • Dificuldades: Arriscar, mudar, sustentar a incerteza, projetar-se no futuro. 

 

MOVIMENTO PARA CIMA

Típico em pessoas que buscam criar, inovar, explorar e atuar de forma original, sem fronteiras e limites.

  • Elemento da Natureza: AR
  • Instinto: Explorar, conhecer novos caminhos, desafiar-se, criar, mudar, provocar.
  • Frases típicas: “Tive uma ideia!” “E se…”.
  • Condutas: Inovar, Arriscar, testar.
  • Dificuldades: Consolidar, permanecer, comprometer-se.

 

MOVIMENTO PARA FRENTE

Típico de pessoas que propõem, resolvem, empreendem, vendem, influenciam.

  • Elemento da Natureza: FOGO
  • Instinto: Atuar, dominar, invadir, seduzir.
  • Frases típicas: “Eu cuido disso”, “Aqui mando eu”.
  • Condutas: Tomar decisões, liderar, se expor, avançar.
  • Dificuldades: escutar, retroceder, acolher, parar, refletir, planejar.

 

MOVIMENTO PARA TRÁS

Típico de quem acolhe, escuta, abre espaço para o outro.

  • Elemento da Natureza: ÁGUA
  • Instinto: Sentir, esperar, cuidar, postergar, acolher.
  • Frases típicas: “Você que manda”, “Fique à vontade”.
  • Condutas: Cooperar, ceder, conciliar.
  • Dificuldades: Decidir, liderar, impor-se.

 

Partindo de uma abordagem pouco convencional, propusemos aos participantes que utilizassem seu próprio corpo para fazer esta análise. Durante a oficina, eles realizaram exercícios de movimentos para baixo, para cima, para frente e para trás e, a partir desta experiência corporal, identificaram quais destas disposições ao movimento têm mais à mão.

O objetivo era tirar os participantes da reflexão apenas racional/mental, para que percebessem, a partir de seu corpo, em que competências essenciais precisam se desenvolver.

Mais do que fechar este assunto, a oficina e este artigo pretendem abrir a discussão e contribuir para desenvolver a profissão de captador(a) de recursos de forma inovadora e consistente.

Se você se interessou pelo assunto, deixa aqui seu comentário que, em breve, entraremos em contato.

Cadastre-se em nossa news!

Quer saber sobre as tendências em modelos de financiamento para impacto social?

* campos obrigatórios